7 medidas interessantes para se adotar na crise

help

Crise e oportunidade Hoje vivemos uma crise econômica. Fato que é possível constatar numa simples ida ao mercado. Olhando ao redor é nítido o clima de insegurança e ansiedade. O consumidor está inseguro, preocupado com o mercado de trabalho. Os preços estão elevados, diminuindo o poder de compra da população e fazendo as vendas recuarem. Isso reflete na produção industrial que sofre com o acumulo dos estoques. O ambiente não se mostra favorável e inibe os investidores. A inadimplência sobe e os bancos diminuem a linha de crédito, mas também existem setores que crescem nas crises, como educação, serviços, beleza, informática e bebidas.

É preciso observar os movimentos do mercado; quem cresce, quem fica, as oportunidades que surgem. As empresas que não estiverem profundamente preparadas para enfrentar a crise, vão sofrer danos. Uma empresa que diminui o quadro de funcionários e gastos supérfluos não significa que está em decadência e sim que ela está se adequando ao momento do mercado financeiro.

Quando passar a tempestade, veremos que quem realmente estava preparado, estará pronto para recolher os frutos e o crescimento de seus negócios. Você está preparado para a crise? Como gerenciar o seu negócio num contexto de instabilidade? Hora da mudança! Algumas medidas podem ser cruciais para salvar uma empresa.

Seguem 7 medidas interessantes para se adotar na crise:

1. Criar novos canais de atuação, novas linhas de produtos;

2. Aumentar a força de vendas, contratando mais vendedores, investindo em treinamentos;

3. Redobrar a publicidade;

No mercado nem sempre vence o melhor serviço ou produto, a publicidade é um meio indispensável para alcançar o mercado e também um dos primeiros itens que as empresas cortam no momento da crise, portanto quanto menos anunciantes concorrentes, mais força terá seu investimento em comunicação.

4. Investir em contratações;

Nas crises há mais pessoas competentes disponíveis no mercado de trabalho.

5. Aproveitar os preços baixos;

Quando o dinheiro esta escasso é o melhor momento para investir, negociar dívidas e obter descontos mais atrativos com os fornecedores.

6. Reduzir custos desnecessários;

Um controle mais apurado dos custos da empresa tendo o cuidado de não tirar o valor do produto ou serviço prestado.

7. Manter um clima positivo entre os funcionários e explorar a criatividade;

Muitas empresas oferecem prêmios remunerados para o funcionário que sugerir uma ideia que reduza os custos da empresa. No Brasil temos grandes casos de sucesso de empresas que surgiram ou se reinventaram na crise. O importante é se manter em movimento, olhar para frente e não ter medo de mudar.

Sempre é importante lembrar que a crise é passageira e o conceito de estabilidade é uma ilusão. Assim como as estações do ano, existe a primavera, em que é preciso trabalhar, ciente de que haverá o inverno e devemos nos preparar para sobreviver. Da mesma forma são as crises financeiras, em que algumas empresas quebram e outras se reinventam e crescem. É preciso ter foco e muita lucidez para realizar uma fria leitura da situação do mercado e de sua empresa, e realizar as medidas necessárias. Ao contrário do que parece em momentos de crise surgem boas oportunidades de negócios.

Comentários